terça-feira, 19 de outubro de 2010

Prosa.


Parei hoje com um amigo pra conversar.
Trocamos nossas dúvidas e compartilhamos nossos desejos.
Falamos de dor, de amor e de morte.
Falamos da ausência da sorte. 
Percebemos nossas incriveis semelhanças e nossas disparidades.
Lembramos conversas de um tempo atrás, sentimentos de um tempo atrás...
Lembramos desse tempo atrás.
Nossos sonhos de menino, nossos versinhos infantis e nossas brincadeiras de roda.
Nossos sorrisos sinceros e despreucupados, nosso desenho animado favorito.
O choro de desespero.. que era tão rapidamente calado, que era tão bobo.
As brigas entre amigos, tão facilmente perdoadas.
Lembramos e fizemos comparações, e foi tão perfeito pra mim.
A conversa mais perfeita , da amizade tão cheia de defeitos...
Você me falou sobre a sua dor, sobre seu amor... sobre a sua sorte.
Eu te falei de morte... e falei do meu amor.
E a gente se completou naquele momento, onde eu e você tão imperfeitos, nos achamos um no outro.
Nos achamos perdidos e vazios... nos achamos em nós.

1 comentários:

E Agora Gregório? disse...

essas prosas, as queria todos os dias. *-*

Postar um comentário