terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Vinte




Passados vinte anos, sou quem sou.
Nem rica, nem pobre, nem bela, nem feia.
Sou assim desse jeito que aprendi a ser.
Conquistei em duas décadas, alguns amigos.
Alguns pertences, alguns amores.
Nesse tempo, também perdi,
Pertences e amigos-amores.

Passados vinte anos, amei, sorri,
E por muitas e muitas vezes chorei
Fui quem fui apesar de não agradar quem quis.
Aprendi tanta coisa nessa vida,
E tenho ainda tanto a aprender.

Fui e sou feliz.
Fui e sou tristonha.
Fui e sou amiga
Fui e sou malvada
Fui e sou minha
Fui e sou tão mundana.

Passado os vinte anos
Tenho tanto pra vencer
Tantas derrotas
Luta sem fim.

Tainná Vieira

2 comentários:

Ewerton Thiago disse...

Tenho certeza que se n fosse seu racismo casaria com vc ' HUSHAUSHAUSHA
Muito boom , parabéns pelo aniversário e pelo texto (o blog) .
Abraços

germano disse...

Eu acho que entre trancos e barrancos, entre sonhos e desilusões na vida, você se tornou essa pessoa maravilhosa que você é, e sem querer agradar a alguém realmente...

apenas sei que conheci uma pessoa legal, mas que tem um senso de humor extrapolado...

Abraços e como sempre desejo pra você FELICIDADES...

^^

Postar um comentário